segunda-feira, 9 de abril de 2012

Hoje o Sol e a Lua foram descansar
E as estrelas foram brincar por lá
Hoje choveu
O céu escureceu
E eu aqui
Pensando em ti

Hoje fez calor
A Lua não iluminou,
Estrela cadente não passou
As nuvens vêm chorando,
Vêm desabafando
E o que eu faço com esse amor que estou carregando?

Sorte mesmo tem essa tal de Lua
Que ilumina tua rua
Te ver dormir, te ver sorrir
E eu aqui
Só pensando em ti

O Sol as vezes passa por aí
Depois vem correndo até mim
Contar tudo o que perdi
A Lua briga com ele
Fala que é feio espionar
E pior ainda é fofocar
Só que ela já sabia
Que o teu amor me pertencia.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Quem é a Hada?

A Hada pode ser a Raissa
A Taissa, Larissa
Hada pode ser a Gisele
Isabele
Isabela
Manuela
Pode ser Viviane
Gislaine
Tassiane
Josiane
A Hada pode ser a Catarina
Joaquina
Pode ser Maria
Maria Eduarda
Maria Joana
Maria Firmina
Mariana
Marina
 Hada pode ser plantada
Distribuída
Cultivada
Morta.
Não importa quem é
Não importa o nome ou sobrenome
Não importa o nome que tá na identidade,
Não importa a idade
Não importa quem é Magda
... Ou Hada

terça-feira, 3 de abril de 2012

Um café:
Uma café frio
Um café passado
"Quanto custa o Café do Rio?"
Um cigarro:
Um cigarro aceso
Um cigarro apagado
"Me vê um cigarro fiado"
Um isqueiro:
Um isqueiro aceso
Um isqueiro sem gás
"Por favor, ainda tem aquele isqueiro de cinco reais?"
O gato:
O gato vira-lata
O gato molhado
"Será que ainda tem sardinha em lata?"
O quarto:
O quarto escuro
O quarto bagunçado
"Quando esse quarto vai ser arrumado?"
O sapato:
O sapato descolado
O sapato gasto
"O melhor é ficar de pé descalço."
Meu amor,
Procure alguém que te dê amor
Nossa laranja apodreceu
O seu amor não sou eu.
Me deixe ir
Você tem o resto da vida a seguir
Agora é hora de partir...

Quais são as coisas simples da vida? #1

O amor?
O amor leva tempo pra achar. Tem que cativar, cultivar e zelar.

Freira Odicélia

Uma freira atoa
Numa sexta-feira boa
Passa o vento no convento
Mas não passa o tempo
Um terço no pescoço,
Pescoço de puro osso
Rezemos a missa
Pra quem estiver lá em cima
Freira velha
Com ela carrega a ilusão
De que existe essa tal de salvação
Essa é a Freira Odicélia

Nem tudo na vida precisa de títulos.

Tua pele brilha e ilumina,
Teus lábios fechados e rosados,
Tua barba recém-tirada e tuas unhas cortadas,
Teus olhos pequenos.
Te olho toda noite em sonos serenos
Meu homem, meu amor.
Viajando... seja lá pra onde for.

Deixa de zanga, menina. Senta aí que te passo um café, se pedir com jeitinho posso te fazer um cafuné. O meu amor é teu, se tu quiser.

Fica do meu lado, menino
Fica calado
Parado
Sentado do meu lado
Menino, não precisa ficar envergonhado
Eu sei o que faço
Que caço
E acho
Achei você aqui, do meu lado
Desanimado
Se quiser te animo
Desanimo
Reanimo
Só pra te encher de mimo.